Ligadura elástica

Procedimentos endoscópicos invasivos como a ligadura elástica exigem uma equipe preparada e equipamentos de qualidade para garantir a sua segurança. O Serviço de Endoscopia Digestiva IGM - Gastroclínica conta com aparelhos modernos e profissionais com excelente formação prontos para atendê-lo. Agende a sua ligadura elástica no IGM!

Ligue: (62) 3998-9151.

  • O que é ligadura elástica?

    A ligadura elástica é um procedimento que permite tratar as varizes de esôfago em pacientes com doenças do fígado como a cirrose, a esquistossomose e a trombose de veia porta. Com isto, a ligadura elástica consegue prevenir o sangramento digestivo ocasionado pela ruptura destas varizes.

    O procedimento é realizado através de uma Endoscopia Digestiva Alta e consiste na colocação de elásticos em volta das varizes do esôfago. Normalmente são necessárias de 2 a 4 sessões de ligadura elástica para erradicação das varizes.

  • O que devo fazer antes da ligadura elástica?

    É necessário que não haja nenhum alimento dentro do estômago na hora do procedimento. Para isto, você deve seguir a seguinte dieta:

    Exames realizados pela manhã: na véspera do exame, você deverá jantar até as 22h, comendo alimentos leves como líquidos, torradas e bolachas de água e sal. Após as 22h, você deverá ficar em jejum absoluto até a hora da realização do exame.

    Exames realizados à tarde: no dia do exame, você deverá tomar o café da manhã antes das 6h da manhã, comendo alimentos leves como líquidos, torradas e bolachas de água e sal. Após as 6h, você deverá ficar em jejum absoluto até a hora da realização do exame.

  • O que mais preciso fazer?

    • Não fume e nem tome bebidas alcoólicas na véspera e no dia do exame;
    • No dia do exame, você não deverá usar esmalte escuro, pois o mesmo atrapalha a monitorização cardíaca e da oxigenação;
    • Venha acompanhado por pessoa maior de idade, caso contrário, o exame não poderá ser realizado;
    • Não se esqueça dos documentos necessários para cadastro (RG, CPF) e carteirinha do convênio (casa haja) ou guia de exame;
    • Você não poderá dirigir carro, andar de moto (mesmo como garupa) ou operar máquinas após o exame. Caso precise, forneceremos atestado médico para o dia;
    • É  necessário repouso relativo durante 7 dias após a ligadura elástica. Neste período, você não poderá fazer atividade física intensa com carregar peso, correr ou ir à academia;
    • Nos primeiros dias após o procedimento, você deverá se alimentar apenas de alimentos líquidos ou pastosos para minimizar o desconforto gerado pela presença das ligas elásticas no esôfago.
  • Posso tomar minhas medicações habituais antes da ligadura elástica?

    Caso você use remédios para pressão, tome-os até uma hora antes do exame. Traga os demais medicamentos habituais e avise à equipe de enfermagem ao chegar. Provavelmente você tomará os medicamentos logo após o procedimento. 

    Em caso de remédios que afetem a coagulação (AAS, Aspirina, Plavix, Clopidogrel, Pradaxa, Xarelto, Marevam, Marcoumar), você deve consultar seu médico assistente quanto à possibilidade de suspendê-los antes do exame. Caso os mesmos não sejam suspensos, avise o médico da endoscopia no dia do exame. Alguns procedimentos não poderão ser realizados em pacientes que usam estas medicações devido ao risco de sangramento.

    Remédios que contenham antiinflamatórios (diclofenaco, nimesulida, naproxeno, ibuprofeno, Voltaren®, Cataflan®, Nisulid®, Tandrilax®, Torsilax®) também não podem ser tomados no período de realização das sessões de ligadura elástica.

  • O que acontece durante a ligadura elástica?

    • Antes de entrar na sala de exame, retire pertences como celulares, pulseiras, relógios e jóias, deixando-os com seu acompanhante. Caso você use prótese dentária, também retire-a neste momento;
    • Será administrado um spray anestésico (lidocaína) na garganta para facilitar a passagem do endoscópio. Este spray fará com que sua garganta fique dormente;
    • Será puncionada uma veia para administração de medicamentos sedativos (midazolam, fentanil e/ou propofol) que farão você ficar sonolento. Um médico anestesista irá acompanhá-lo durante o procedimento;
    • Durante o período da sedação, sua frequência cardíaca e oxigenação serão monitoradas através de um aparelho colocado em um de seus dedos;
    • O exame é realizado com o paciente deitado para o lado esquerdo. Você será solicitado a morder um bucal, através do qual o endoscópio será introduzido.
    • Você poderá respirar normalmente durante o exame. O endoscópio não interfere com a sua respiração. Para analisar o estômago adequadamente, é necessário que ele esteja cheio de ar. Por isso, o médico irá insuflar ar nesta região, o que pode causar a sensação de peso e vontade de arrotar.
    • Após a visualização das varizes a serem tratadas, o aparelho de endoscopia será retirado para que seja conectado em sua ponta o kit de ligadura elástica;
    • O aparelho é então novamente introduzido pela boca até o esôfago e as varizes identificadas previamente são ligadas através da liberação de um elástico que se prende em volta da variz, interrompendo o fluxo de sangue pela mesma;
    • O tempo total do procedimento costuma ser de 30 minutos e o tempo de recuperação da sedação necessário antes de você ser liberado de mais 30 minutos. 
    • Após o procedimento, você poderá sentir um incômodo e uma leve dor no peito, principalmente ao engolir. Este desconforto dura alguns dias e pode ser minimizado pela alimentação líquido e/ou pastosa e pelo uso de analgésicos simples (dipirona, paracetamol).

  • Quais os riscos da ligadura elástica?

    A ligadura elástica de varizes de esôfago apresenta alguns riscos relacionados à sedação e outros ao procedimento em si. 

    Dentre os riscos relacionados à sedação temos a flebite (dor e inchaço da veia puncionada), que pode ocorrer em até 5% dos casos, além de complicações mais graves, como a depressão respiratória com diminuição da oxigenação sanguínea, alterações do ritmo cardíaco (bradicardia e taquicardia) e da pressão arterial (hipotensão ou hipertensão). As complicações mais graves ocorrem em menos de 0,2% dos casos e podem ser detectadas pelo uso de um monitor de oxigenação sanguínea e de controle da frequência cardíaca e da pressão arterial. Qualquer alteração destes parâmetros receberá tratamento imediato pelo médico anestesista que acompanhará o seu procedimento.

    As complicações relacionadas à ligadura elástica em si são o sangramento e a disfagia (dificuldade de engolir). É comum que nos primeiros dias após a ligadura elástica o paciente sinta um desconforto no peito e dificuldade para engolir. Em raros casos, este sintoma pode persistir por um longo período após o procedimento.

    O risco de sangramento existe durante o procedimento e nas duas semanas após. O sangramento ocorre em 5% dos casos e costuma se manifestar por vômitos com sangue, sangue nas fezes e/ou fezes pretas com odor forte. Caso tenha estes sintomas, o paciente deve procurar imediatamente um pronto-socorro para estabilização do quadro e realização de endoscopia digestiva alta de urgência. Sangramentos volumosos podem oferecer risco de vida.